Resenha - Extraordinário

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015
Título: Extraordinário.
Autor (a): R. J. Palacio.
Número de páginas: 320
Editora: Intrínseca.


Por: Brenda Sousa


"Eu vi August depois das cirurgias: seu rostinho inchado e enfaixado, seu corpinho cheio de cateteres e tubos para mantê-lo vivo. Depois que você vê alguém passando por isso, parece loucura reclamar por não ter ganhado o brinquedo que pediu ou porque sua mãe perdeu a peça da escola." 
Extraordinário, R. J. Palacio.


August Pullman tem 10 anos de idade e nasceu com uma síndrome genética que gerou efeitos muito raros no seu rosto. É um garoto normal, sem limitações físicas nem mentais, muito pelo contrário, bastante inteligente. Foi à escola por um tempo quando mais novo, porém seus pais decidiram que seria melhor educá-lo em casa. A decisão foi tomada pois era difícil, para eles e para o garoto, ver o estranhamento e as situações constrangedoras que outras pessoas ao redor faziam o pequeno Auggie passar. 

O livro é dividido em várias partes e a visão de várias pessoas é mostrada. A primeira visão que recebemos é do próprio August sobre ele mesmo. Ele não descreve seu rosto, mas diz que é pior do que qualquer coisa que possamos imaginar. Ele conta um pouco de sua vida, nos apresenta seus pais e sua irmã, Olívia, mais conhecida como Via. Conta que já passou por diversas cirurgias e que vários problemas congênitos já foram resolvidos, porém o seu rosto é algo aparentemente imutável. Ele se diz se um garoto normal e não compreende porque as outras pessoas não conseguem perceber isso. 


"Tudo que é nascido de Deus vence o mundo." 
Extraordinário, R. J. Palacio.


Em certo ponto no começo do livro, seus pais lhe revelam o desejo de que ele volte a estudar numa escola regular e comunicam que ele já foi aceito em uma das melhores escolas do ensino fundamental na região. August fica relutante, diz que não quer estudar numa escola regular, mas no fim das contas aceita conhecer a escola. Alguns alunos são escolhidos para apresentar a escola a August e a aflição e o medo o tomam desde então. Na volta para casa, ele insiste que não quer estudar lá, mas depois de algumas conversas, aceita tentar e, caso não consiga, caso seja muito difícil passar pelo ensino fundamental num colégio regular, ele pode desistir. 

Desde o primeiro dia de aula August percebe os olhares de estranheza, o medo que as pessoas tem de se aproximar dele e nota o fato de que ninguém se sentou em nenhuma das cadeiras próximas a ele na sala de aula. Com isso, aos poucos a história vai se desenrolando, vamos conhecendo um pouco da vida do August, e vamos recebendo a opinião de outras pessoas como: sua irmã, Via, o namorado dela, Justin, Summer (melhor amiga de August na escola até então, e garota pela qual ele se apaixona), Jack (um amigo um pouco contraditório de August, também da escola) e Miranda (ex melhor amiga de Olívia, e eterna adoradora do pequeno Auggie). 


"... então, isso não faz do universo uma loteria gigantesca? Você compra um bilhete quando nasce. E é só um acaso ter um bilhete bom ou ruim. É questão de sorte." 
Extraordinário, R. J. Palacio.


Foi um livro que esteve na minha lista por muito tempo e, quando finalmente consegui comprar, não poupei tempo em devorá-lo de uma vez. É um livro extremamente rico, que não mede palavras quando demonstra os tipos de preconceito que uma pessoa "diferente" pode sofrer num mundo de pessoas hipócritas e egoístas. O livro nos dá grandes lições de vida, nos mostra o verdadeiro espírito da amizade, respeito, coragem e união entre seres humanos de bom coração. R. J. Palacio apresentou de forma dura e ao mesmo tempo singela uma realidade que, sem dúvidas, não se encontra somente na ficção. Quantos de nós não já passamos ou fizemos coisas semelhantes às apresentadas nos livros? Vale a pena parar e refletir diante de cada parágrafo lido.

É um livro de leitura fácil, inteligente e rica. Muito importante para a sociedade de hoje tão "torta". Um livro que, conforme descobri a pouco tempo, está incluido na lista de algumas escolas de ensino fundamental como livro paradidático, como leitura obrigatória para os alunos durante o ano, o que é um grande passo para a formação de cidadãos e seres humanos melhores no futuro. Vale a pena a leitura, não só por gostar de ler, mas para se tornar um ser humano mais crítico, mais completo e que saiba dar mais valor à vida e às diferenças.


"Não precisamos de olhos para amar, certo? Apenas sentimos dentro de nós. É assim no céu. É só amor. E ninguém se esquece de quem ama." 
Extraordinário, R. J. Palacio.


E aqui vai uma grande notícia (pelo menos para mim, que não sabia ainda. haha): "Extraordinário" será adaptado para os cinemas!

"Extraordinário, best-seller premiado da autora americana R. J. Palacio, teve os direitos de adaptação para os cinemas adquirido pela Lionsgate. Ainda sem previsão de estreia, o filme está sendo produzido por David Hoberman e Todd Lieberman, a mesma dupla de O vencedor e Os Muppets. O roteiro, inspirado na história comovente de August Pullman, será escrito por Jack Thorne, premiado em 2012 com o Bafta pelas séries The Fades e This Is England ‘88."

(Fonte: http://www.intrinseca.com.br/blogdasseries/2013/06/extraordinario-o-filme/).


Trailer de "Extraordinário", em breve nos cinemas:


Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Postando Trechos, VERSION: 02 - Dentro do céu - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo