Resenha - Harry Potter e a Câmara Secreta

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015
Por: Denise Miranda

Durante um período de férias no mínimo diferente, pois toda a família Dursley estava amedrontada com os poderes de Harry, o menino começa a se sentir sozinho e esquecido, uma vez que não recebe nenhum contato de seus amigos Rony e Hermione durante todo o verão. Até que Dobby, um elfo doméstico muito peculiar, aparece em seu quarto para lhe dar um aviso. 

Dobby, impressionado com a bondade e educação de Harry, que o trata como igual, informa ao menino que ele não deve tentar voltar a Hogwarts no próximo semestre, pois coisas ruins estão para acontecer na escola de magia e bruxaria, o que poderia colocar sua vida em risco. Mesmo diante do aviso, Harry decide que irá, pois é o único lugar no mundo em que se sente feliz de verdade. 

No dia da partida, entretanto, além de Gina, a caçula dos Weasleys embarcar pela primeira vez para a escola, uma outra novidade ocorre: a plataforma 9³/4 fecha-se no momento em que Rony e Harry vão passar, fazendo ambos perderem o trem. É então que a aventura começa, pois os meninos roubam o Ford Anglia do senhor Weasley (pai de Rony) e dirigem entre as nuvens até Hogwarts, onde, após horas de voo, pousam em um salgueiro lutador antigo, que quase destrói todo o automóvel.

Após a chegada turbulenta na noite anterior, resultando na ruína da varinha de Rony, as aulas começam normalmente na manhã seguinte. Tudo corria bem, até que um dia, Harry, Rony e Hermione, que haviam acabado de sair da na festa de aniversário de Nick Quase Sem Cabeça, encontram Madame Nor-r-ra, a gata do zelador Argo Filch, petrificada no corredor da escola. Os três eram os únicos a estarem no corredor na hora do acidente, porém logo o local fica cheio com os outros alunos, que ficaram espantados diante da cena. Após o ocorrido, os rumores sobre uma câmara secreta que havia em Hogwarts começam, sendo motivo de preocupação para os alunos e professores. 

Mais alguns ataques ocorrem em Hogwarts, o que preocupa a todos, pois ela pode ser fechada. Além disso, Harry é visto de má forma pelos colegas de estudos, que desconfiam que ele é o herdeiro de Salazar Sonserina - criador da câmara -, porque, além de ser pego duas vezes próximo a corpos petrificados, descobre que é ofidioglota durante um clube de luta organizado pelo excêntrico Gilderoy Lockhart - que ocupava o posto de professor de Defesa Contra as Artes das Trevas -, ou seja, que é capaz de falar a língua das cobras, um dom muito incomum que Salazar possuía. 

É então que, a partir de uma explicação tida em uma aula depois de muita insistência, Hermione decide que é hora de agir, planejando produzir a Poção Polissuco, que daria a oportunidade dela e dos meninos se transformarem em outras pessoas para poderem tentar tirar de Draco Malfoy o nome do verdadeiro herdeiro. 

Dias após a tentativa fracassada com Malfoy, Harry encontra um diário preto jogado no banheiro feminino em que vive a Murta Que Geme. O objeto estava com as páginas em branco, até que o menino, depois de um tempo, consegue compreender o funcionamento do objeto, levando-o a se comunicar pelas páginas com o dono dele, Tom Riddle. 

Com a ajuda de Riddle, Harry faz uma viagem no tempo, voltando ao momento em que a câmara foi aberta pela primeira vez em Hogwarts, matando uma aluna, e descobre que um grande amigo estava envolvido no caso: o guardião das Chaves, Hagrid. 

Depois de contar tudo aos amigos, os três tentam saber a verdade, que é escondida por Hagrid. Posteriormente, Harry e Rony ainda têm mais uma decepção, pois durante uma partida de Quadribol que é cancelada no último momento, ambos são notificados de que Hermione também foi petrificada. 

Mesmo com a amiga na enfermaria, dificultando o andamento das investigações, os dois garotos continuam a tentar descobrir mais a respeito do que ocorreu na câmara. Assim, vão até a casa do guardião falar com ele novamente, mas são surpreendidos por algumas visitas: Dumbledore, acompanhado de Cornélio Fudge, o ministro da magia, e Lúcio Malfoy. Após uma conversa nervosa, Dumbledore é notificado de que deverá retirar do cargo de diretor, e Hagrid é levado a Azkaban, a prisão bruxa, mas não antes sem dar dicas aos meninos de como eles podem conseguir respostas. 

Potter e Weasley adentram a floresta e vão atrás de Aragogue, uma acromântula cega que pode lhes explicar muito do que ocorreu há cinquenta anos, na noite do ataque. Após uma conversa não muito amistosa, os meninos quase viram comida dos filhotes da aranha, mas conseguem escapar. Já no castelo, ambos vão atrás de Lockhart para avisarem o que realmente estava acontecendo e pedir sua ajuda. Depois de impedirem que o medroso professor fugisse sem contribuir, os três vão até a abertura da câmara e a adentram para enfrentar a fonte dos ataques: o Basilisco, uma cobra gigante e com um veneno letal.

Dentro da câmara, os garotos têm problemas logo no início com o professor de D.C.A.T.*, o que impede Rony de seguir, sendo necessário que Harry lute sozinho. Além de precisar salvar Gina, que está prestes a morrer, Harry está diante de outras dificuldades, como a de descobrir como parar o Basilisco. O que ele não sabia, é que receberia a ajuda de um ser muito especial, e que Voldemort estava por trás de todos os ataques, tendo uma relação muito mais profunda com Tom Riddle do que ele poderia imaginar. 

É também em Harry Potter e a Câmara Secreta, que vemos pela última vez o ator Richard Harris interpretar o Dumbledore, pois ele infelizmente falece de câncer linfático e é substituído a partir do terceiro filme (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban) por Michael Gambon

*D.C.A.T. = Defesa Contra as Artes das Trevas

Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Postando Trechos, VERSION: 02 - Dentro do céu - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo