Dia dos namorados literário

sexta-feira, 12 de junho de 2015
        Nós, leitores, nos apaixonamos e reapaixonamos por alguns personagens a cada livro que lemos, certo? Muitos de nós são fãs dos romances fofos e água com açucar que temos no mercado, outros não, mas na maioria dos livros de qualquer gênero há pelo menos uma pitada de romance no meio. Trouxemos hoje alguns casais literários que geram suspiros e mais suspiros quando lemos suas histórias.

O primeiro casal que pensei foi Noah e Allie, de "Diário de uma paixão". História linda, sofrida e apaixonantes, como todos os títulos assinados por Nicholas Sparks.




"Não sou nada especial; disto estou certo. Sou um homem comum, com pensamentos comuns, e vivi uma vida comum. Não há momentos dedicados a mim e o meu nome em breve será esquecido, mas amei outra pessoa com toda a minha alma e coração e, para mim, isso sempre bastou". 

     Diga-se de passagem, Nicholas Sparks poderia ter sua inteira coleção de livros publicada até hoje incluida nesta postagem, certo? Vamos lá, quem mais romântico do que um homem que consegue derreter corações a cada página que lemos? hahaha' 

Vamos para o próximo. Eu não poderia deixar de citar "Para sempre", de Kim e Krickitt Carpenter. A história é real e os autores são os personagens principais, ou seja, todos os fatos foram descritos minunciosamente corretos, sem nenhum desvio das mãos de outros autores. Foi um dos livros que li na vida que mais me fez chorar, que mais mexeu com meu coração. 


"Independente dos sentimentos que minha esposa tivesse por mim, eu ainda a amava. E estava determinado a manter o juramento que havia feito, de ser fiel e me devotar a qualquer necessidade que ela tivesse." 

(Na foto, casal na vida real e casal no cinema).


Próximo: Louisa Clark e Will Traynor, de "Como eu era antes de você".  Quem leu esse livro com certeza ficou mexido dos pés à cabeça por toda a história. É outra história linda, de superação, que nós dá lições acerca de diversos assuntos e ainda assim nos faz chorar de emoção e tristeza até o fim. 

"Sei que essa não é uma história de amor como outra qualquer. Sei que há motivos para eu nem dizer isso. Mas amo você." 

Como uma grande fã, não posso deixar de citar Maxon e America de "A seleção", certo? Amor totalmente conturbado, nada convencional e que desde o princípio da saga fez nossos corações se derreterem com declarações meio tortas, porém muito bonitas. Acho difícil, quase impossível, ler a saga e não se apaixonar pelo casal em questão. *_*

"Nunca senti nada que fosse tão especial quanto aquele beijo. Gostaria que fosse algo que eu pudesse pegar com uma rede ou colocar em um livro. Gostaria que fosse algo que eu pudesse guardar e, ao mesmo tempo, contar para todo mundo: é isso, é assim que você se sente quando se apaixona."

Desde a minha infância, Meg Cabot conquistou meu coração com Mia E Michael. Os leitores de "O diário da princesa" sabem bem o que eu estou falando. São 10/12 livros (e mais um vem vindo aí) com a história meio louca entre os dois. Eu citaria especialmente o terceiro livro da série, "A princesa apaixonada", que contém um poeminha trocado entre eles que foi a coisa mais fofa! 



"Rosas são vermelhas, 
Violetas são azuis. 
Você pode não saber, 
Mas alguém ama você."
(de Mia pra Michael).

"Rosas são vermelhas, 
Violetas são azuis. 
Você pode não saber, 
Mas eu também amo você."
(de Michael pra Mia).





Aos fãs de "Fazendo meu filme", eu não deixaria Fani e Leo fora dessa! Ainda não li o quarto livro, portanto ainda não sei o desfecho desta história, mas dentre os livros de "amorzinho", como a própria Fani fala, eles são com certeza um dos casais mais fofos! 

"Quando encontramos um amor de verdade e algo nos impede de vivenciá-lo, o sofrimento é automático." 

Para fechar o post, dentre tantos outros casais lindos e apaixonados, vamos com um que se tornou um clássico da literatura mundial: Augustus Waters e e Hazel Grace. Romântico, avassalados, apaixonante e com um desfecho extremamente choroso, John Green conseguiu conquistar os corações de pessoas de todas as idades ao redor do globo. Por que será, não é? 


“Mas eu acredito em amor verdadeiro, sabe? Não acho que todo mundo possa continuar tendo dois olhos nem que possa evitar ficar doente, e tal, mas todo mundo deveria ter um amor verdadeiro, que deveria durar pelo menos até o fim da vida da pessoa.”



Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Postando Trechos, VERSION: 02 - Dentro do céu - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo