Resenha – Dias nublados

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015
Título: Dias nublados
Autor(a): Dany Fran
Número de páginas: 276
Editora: Empíreo


Por: Brenda Sousa

“A vida não foi mesmo feita para ser um resumo. Por isso escreva a sua história sem pressa.” 
Dias nublados, Dany Fran

Izadora Morgan Luchetta é uma artista plástica brasileira, que sonha inaugurar uma exposição na Europa. Está vivendo em Florença, Itália, com tudo planejado para que sua exposição seja inaugurada em breve, quando recebe uma ligação da irmã, dizendo que a família sofrera um acidente, mas que, felizmente, todos passam bem. Porém, depois do choque, a viagem deles para visitá-la e prestigiar sua exposição fora adiada, notícia que deixa Izadora muito triste. A partir deste dia, inúmeras tragédias começaram a acontecer na vida dela e de pessoas próximas, deixando-a intrigada e cada vez mais preocupada com tudo. 

Uma dessas tragédias acaba influenciando a data de sua inauguração, que é adiada para o fim do ano. Diante disto, Izadora decide voltar para o Brasil e esperar o tão sonhado dia com a sua família em Curitiba. Com a sua volta, ela sente a diferença de rotina e de clima, reencontra amigos, se dedica a um novo trabalho com eles e acaba não passando tanto tempo quanto gostaria com a família aproveitando o aconchego de casa. Mal sabia ela que as coisas não ficariam tão bem em casa quanto estavam agora por muito tempo...




Um acontecimento extremamente importante acaba mudando a vida de Izadora e de toda a sua família para sempre. Ela acaba não inaugurando a tão sonhada exposição, se afasta de tudo e todos e se afunda cada vez mais num buraco sem fim. Ela passa a dar aulas numa faculdade brasileira, sem ânimo, sem paixão, sem desejo pelo que faz. Aos poucos alguém importante vai se aproximando mais dela e acaba sendo a sua maior força para retomar a vida e a carreira, lhe provando que precisará seguir em frente, mesmo que jamais deixe de lado a grande saudade que reside em seu peito por toda a sua vida de antes. Antes do carnaval em que tudo aconteceu.

“Respostas. Às vezes, passamos uma vida em busca de algumas que jamais serão decifradas. Pelo menos não de maneira concreta.” 
Dias nublados, Dany Fran

Desde que li a sinopse de “Dias nublados” fiquei muito curiosa pela história. Quis saber o que tinha acontecido para mudar a vida de Izadora. Surpreendi-me com a leitura, pois imaginei que fosse ser muito diferente, um romance em sua essência, mas não é bem isso. A história é sobre superação, valorização dos pequenos momentos, das amizades e das reuniões em família, dentre outros aspectos importantes do nosso dia a dia que muitas vezes deixamos de lado. O romance surge, sim, como uma grande força capaz de nos acordar para a vida e a forma como a autora guiou isso dentro do contexto da história foi muito singela, muito bonita. 

Preciso confessar que, apesar da diferença de idade, fiquei desejando encontrar pessoalmente Francesco, amigo de Izadora quando morava em Florença. Tive vontade também de visitar os tantos pontos turísticos ou não que a personagem comenta sobre ou visita na história e por isso fiquei me imaginando ao lado dela em diversos momentos. Desejei conhecer suas obras, ver seus trabalhos, conhecer sua família. 




Quando finalizei a história, parei para olhar a capa mais uma vez e a enxerguei com outro sentido, assim como Izadora comenta sobre as obras de arte. Ao pegar o livro pela primeira vez, enxerguei uma capa bonita, uma estrada tranquila e cheia de flores. Olhando novamente, depois da leitura, senti um arrepio, um medo de me imaginar percorrendo essa estrada. Achei essa sensação magnífica. Outro aspecto que gostei muito foram as folhas do livro, enfeitadas no começo de cada capítulo. Deu um gostinho de aproximação maior de todo o cenário da história. 

“- [...] O que quero dizer é que as obras que explodem emoção na gente são resultado de técnica, de alma, trabalho e o coração do artista.” 
Dias nublados, Dany Fran.

Por fim, declaro que gostei muito da história e que ela foi muito mais profunda do que eu esperava. Indico a leitura, pois vale a pena para que todos nós possamos compreender o valor de cada minuto dos nossos dias, especialmente ao lado das pessoas que amamos.



Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos
8 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

8 comentários:

  1. Olá!
    Não é o meu tipo de leitura mas adorei sua resenha. Fiquei encantada com a beleza da capa! Linda!
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Sim sim, muito bonita, né? *_*

      Beijos

      Excluir
  2. Olá, primeira vez te visitando. =)
    Sua resenha me deixou super curiosa! De fato, a capa transparece algo leve, mas o livro parece ir muito além.
    Feliz Ano Novos, um 2016 cheio de coisas boas. =)
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vinda!!
      Fico feliz que a resenha tenha instigado sua curiosidade! É, o livro é mais profundo d que parede.

      Obrigada e feliz ano novo pra ti também! <3
      Beijos

      Excluir
  3. Oi, tudo bem?
    Que lindo! Adorei a resenha <3


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oii,,
    Não conhecia o livro, gostei da protagonista lecionar...
    Adorei os quotes selecionados.
    Espero ter a oportunidade de ler, em breve.

    Tenha um maravilhoso e próspero 2016.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante, né? Os quotes são ótimos. <3 Espero que possa ler e goste!

      Obrigada! Que seja um ótimo ano para todos nós.
      Beijos

      Excluir

 
© Postando Trechos, VERSION: 02 - Dentro do céu - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo