Resenha – Fábulas Cruéis

terça-feira, 22 de novembro de 2016
Título: Fábulas Cruéis
Autor: Luiz Vadico
Número de páginas: 287
Editora: Empíreo



Por: Brenda Sousa

“Nenhuma fábula dará as respostas que você mesmo já deve ter. Nenhuma delas lhe dará dúvidas que você mesmo já não tenha. A única certeza que elas lhe darão, será a de que você não é um animal irracional, um inseto, ou qualquer coisa assim, e que por melhor que seja o escritor, ele nunca lhe dará uma resposta, apenas propostas para pensar.”
Fábulas Cruéis, Luiz Vadico

Fábulas... Quando li sobre o que se tratava o livro, fui levada de volta à minha infância, quando a professora de redação me apresentou ao conceito de fábula pela primeira vez. Talvez por isso ler esse livro me encheu de nostalgia e me trouxe de novo para uma parte do mundo literário ao qual eu estava a muito tempo afastada: a leitura de fábulas.

Em “Fábulas Cruéis” temos diversas histórias, com os mais variados rumos possíveis. Algumas mais longas, outras bem pequeninas e ainda assim com toda a sua magia. O objetivo das fábulas é sempre nos levar a reflexão através de histórias fictícias e, sem dúvidas, este livro cumpre muito bem com o objetivo. O mais legal de tudo, é ver que, apesar da intenção própria de Luiz Vadico com cada história, nós, como leitores, podemos refletir sobre uma imensidão de diferentes temas a partir de uma única história. Algumas das histórias não chamaram tanto a minha atenção, enquanto outras me conquistaram por razões bastante pessoais. O que posso dizer é que esse é um livro para leitores que tem mente aberta, que estão dispostos a refletir sobre o mundo, sobre a natureza humana, sobre tudo que estamos vivendo nos últimos tempos. 


Para além da escrita do autor (que é de uma maestria incrível, já que escrever fábulas é um trabalho árduo e não é para qualquer um), preciso elogiar (mais uma vez) a edição do livro. O livro contém imagens como se fossem desenhadas à carvão, e às vezes eu passava a mão para saber se estava diante de uma original, de tão incríveis que ficaram. O exemplar físico tem capa dura, com a lateral das folhas pretas e, acredito eu, isso torna a leitura diferenciada.

Por fim, fica a dica. É um trabalho bastante interessante que vem para agregar valor para a literatura brasileira, nos apresentando Luiz Vadico e nos fazendo tornar seres humanos mais críticos e capazes de fazer mudanças. 



Brenda Sousa
21 anos. Baiana. Blogueira, leitora viciada, apaixonada por séries de TV. Graduanda em Fonoaudiologia. Criadora do @PostandoTrechos
6 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

6 comentários:

  1. Nossa eu fiquei com muita vontade de ler esse livro. Também adoro fábulas, mas faz tempo que não leio nada desse tipo (o último livro de fábulas que li foi um de histórias celtas, muito interessante aliás).
    Outra coisa que sou apaixonada é por diagramações bonitas e livros ilustrados, dei uma pesquisada no Google e vi que ele realmente tem ilustrações lindas. Ainda não tinha visto nada sobre esse livro, obrigada pela dica.
    A propósito, adorei a composição da sua foto. Beijos!
    Eating Peanuts

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado, Karina!! *_* Por aqui também era mais ou menos assim e fiquei bem feliz de retomar uma leitura desse tipo! Por nada e espero que possa ler e curta!!

      Beijooos!

      Excluir
  2. Oi, Brenda.
    Realmente fábula remete os tempos de escola, meu filho de sete anos está aprendendo isso agora rs.
    Gostei do livro.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha Que legal! Incentiva ele, porque vale a pena sempre!

      Beijos!

      Excluir
  3. Oi, Brenda!
    Eu amava fábulas na escola, mas odiava quando mandavam a gente comentar sobre a moral da história.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha Eu adorava, me sentia a Sherlock Holmes.

      Beeeeijos, Lu!

      Excluir

 
© Postando Trechos, VERSION: 02 - Dentro do céu - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo